19.7.07

Pouco mais de um mês atrás, eu voei de Porto Alegre para Congonhas, após cobrir um evento de informática. Era mais uma viagem entre tantas que fazem parte de minha rotina. E, chegando a Congonhas, olhei mais uma vez para aquele oceano de prédios que vão crescendo à medida que o avião desce. Sempre fiquei com um calafrio interior nessa descida para o aeroporto da zona sul da capital paulista. Mas a gente se acostuma, depois de tanto chegar e partir dali. Até que acontece uma tragédia como a do vôo 3054 e percebemos o quão entorpecidos estávamos.

Este blog se solidariza com a dor das famílias das vítimas do acidente. E reza para que outros não aconteçam.

Um comentário:

Andréa Augusto - angelblue83 disse...

Tragédia denunciada, né André?
Eu só queria saber do que morrem os filhos, maridos, esposas, parentes dos governantes, porque tenho a impressão que só qdo sofrerem perdas que são frutos da negligência, farão alguma coisa, sabia?

Bjimm querido
Angel
ps: se tivesse, tirava vc do vermelho abaixo ;)